Para todos que adoraram "Para todos os garotos que já amei"

As comédias românticas, como estas ecritas por Jenny Jan, estão de volta e nós estamos apaixonados por Lara Jean e Peter Kavinsky.

Para todos que adoraram "Para todos os garotos que já amei"

Obrigada Peter Kavinsky, por arruinar todos os homens... é o que pensa muita gente após assistir ao filme da Netflix "Para todos os garotos que já amei", que já é considerado um dos melhores filmes do ano. Para quem ainda não ouviu falar desse, que tem tudo para se tornar um clássico adolescente, não se preocupe: eu explico o motivo de ele ser tão incrível e a razão pela qual você precisa assisti-lo. Além disso, Para aqueles que já viram, eu definitivamente recomendo ler os livros da autora Jenny Han, que preparou as bases para o grande filme. Há mais dois livros que continuam a tecer a história e encurtar nossa espera até o próximo filme. Se a Netflix decidir filmar o próximo episódio. Se não, essa é mais uma razão para ler e amar esses livros!

A História

A personagem principal, Lara Jean Covey, é uma estudante comum. Ela mora com seu pai e duas irmãs: Margot, mais velha, e Kitty, mais nova. Quando Lara Jean se apaixona por alguém ela escreve cartas de amor e, como toda adolescente,  já caiu de amores por alguns garotos no decorrer de sua vida. Para ser mais precisa já aconteceu cinco vezes. As cartas, no entanto, eram secretas e não deveriam ser lidas por ninguém. Eram guardadas em uma caixa com laço azul no guarda-roupas de LJ. Até que, um dia, alguém as enviou.

Isso se tornou um grande problema: Josh, o ex-namorado de Margot recebeu uma dessas cartas e pensa que Lara Jean está apaixounada por ele. Peter Kavinsky, também um dos que receberam as cartas, procura a garota para dizer que está lisonjeado mas não pode retribuir seus sentimentos. Contudo, ele teve uma ideia: porque não fingir ser um casal? Josh pensaria que Lara Jean não está realmente apaixonada por ele e Peter poderia fazer ciúme em sua ex-namorada, Gen. Parecia um plano sólido.

Não vou dar mais detalhes para que  aqueles que ainda não viram o filme  possam assisti-lo sem reclamar dos spoilers. Eu, por exemplo, já assisti três vezes em três dias e minha vontade de saber mais sobre Kavinsky e Covey só aumentou.

Com sorte não é tão dificil obter mais informações sobre esses dois, o filme foi inspirado na trilogia de livros escritos pela autora americana Jenny Han. "Para todos os garotos que já amei", publicado em 2014, é um sucesso tremendo e está na lista dos livros mais vendidos do The New York Times e conta com as continuações também já conhecidas do público "P.S.: Ainda amo você" e "Agora e para sempre, Lara Jean".

Com esses livros o tempo de espera pelo próximo filme vai ser, com certeza, mais legal.

P.S.: Ainda amo você

P.S.: Ainda amo você

Ver oferta

Por favor não confundir com P.S. Eu te amo. No segundo livro Lara Jean e Peter estão namorando. Tudo está indo super bem até que um outro garoto entra na vida de Covey. Ela está confusa, é possível estar apaixonada por duas pessoas ao mesmo tempo?

Agora e para sepre, Lara Jean

Agora e para sepre, Lara Jean

Ver oferta

Na terceira e última parte dessa trilogia Lara Jean está no último ano do High School ( equivalente ao último ano do ensino médio) e espera pelo aceite da universidade. Seu adorado Peter já recebeu o seu. Após ela receber uma resposta positiva ela precisa decidir: Eles devem manter o relacionamento ou terminar?

Caso você não tenha lido: Para todos os garotos que já amei

Caso você não tenha lido: Para todos os garotos que já amei

Ver oferta

Caso você queira, reviver o início de toda essa história recomendo ler o livro que serviu de base para o filme da Netflix. A história escrita por Jenny Han conta com algumas pequenas diferenças que fazem da versão escrita ser diferente o suficiente para não deixar ninguém entediado. Com certeza ter visto o filme antes de ler o livro não vai fazer este perder seu valor.